Tags

, , , ,

2

(foto Adriano Revoltus)

A outra vez que tocamos no Sesc Osasco foi em 2011. De lá pra cá, muita coisa rolou. Show em tudo que é canto, rolês bacanas, roubadas mil e tals. Mas no fim, tamo ae vivão e até fazendo disco novo. Chésussss!

E uma semana depois de tocar no Oz Rock Fest, no largo de Osasco, convidados pelo sempre sangue bom Edson Lima, colamo no Sesc pra tocar canções do disco novo e uma e outra moda do cancioneiro popular lacarneano.

Na passagem de som já vimos que o bagulho ia ser loco. Som profissa, nêgo ajeitando a mesa de som wireless via tablet, camarim com lanchinho, bebidinha e até chuveiro. Definitivamente, o devido respeito fora alcançado. Agora é go to the top. Agentes dos festivais “Rock`n RioPequeno” e “Lollapalloser” ligando desesperados. Agora saporra vai. “O que? Tóquio? Amanhã? Tudo bem…”. Pra frente, Sucupira! (só que não)…

Tinha um Sol pra cada pessoa ali no Sesc Osasco. Uns brincando cas criança, outros fazendo ginástica na cadimía, batendo uma bola e tals. Típico domingo de família. E a gente ali tomando cuidado pra não estragar o rolê.

Aí que colou vários truta e foi tipo flashback com uma pá de Sol na cabeça. Bandas de amigo, parceiros de longa data, pessoas de outras cidades, outras idades, homens grisalhos, mulher e criança.

Como é de praxe no projeto Ecos Musicais do Sesc, o Clemente faz uma introdução para o show da banda e tals. E ó, foi de responsa. Só digo isso. Na moral, talvez nunca consigamos retribuir toda a préza que esse maluco já fez por nós. Da mesma forma que temos gratidão eterna por trombar tanta gente batuta na nossa caminhada. Réza a lenda de que com quem a gente anda diz muito sobre nós. E pra nossa sorte, tâmo cercado de nêgo que entende a nossa brisa e embarca no rolê c`nóiz.

E a classe trabalhadora abriu os trabalho com 3 músicas do novo disco. Vê se pode, mais um! Meodeos, onde isso vai parar! E ó, rolou legal, viu? Parece que não fizemos feio. Um calor da porra e as luz piscando na cabeça e vai pra mais 3 musga do Granada e depois mais musgas novas e depois mais de outros discos e depois rolou até bis com Viaduto do Sol.

Depois ficamos ali na brodagem, proseando e marcando alguns rolês cos amigo.

E ó, mesmo depois de 20 anos nesta indústria vital, prestes a colocar mais um disco na rua, ainda nos emocionamos quando o som tá préza, quando tem os amigo na plateia, quando ganhamos cd das bandas, quando tem pedido de música e até com pose pra foto ao lado de quem curtiu o som. Pessoas tão anônimas como nós e que representam demais no rolê.

Respeito extremo e obrigado por mais essa, fuckers!

E vamo que vamo que em breve tem mais som e novidade! (seja lá o que isso signifique nesses tempos estranhos em que a novidade da rádio é o Legião Urbana Cover. Tá certo…).

=============================================

Ah, e se liga nas fotos que fizeram no show e veja que a brisa foi lôca!

– Adriano Revoltus (veja aqui)
– Blog Aqui é Osasco (veja aqui)

Anúncios